terça-feira, 27 de novembro de 2018

segunda-feira, 26 de novembro de 2018

Pensamento poético


JAIR BOLSONARO NO CORDEL

Guaipuan Vieira é um poeta repórter, sua produção nasce na efervescência do acontecimento.
Publicamos algumas estrofes do cordel o fenômeno Bolsonaro, presidente do Brasil, com edição de 29 de outubro de 2018.

Minha rima se destina
A história e sua linguagem,
Descrita com pretensão
De mostrar real bagagem,
Neutra à ideologia
Política na mensagem.

É nesta minha linhagem
Sem forçar a minha mente,
Outra vez sobre política
Surge o verso de repente,
Munido de inspiração
Pra falar de um presidente.

Antes desta narrativa
Sobre o eleito candidato,
Ressalto que há vencido
Mas foi do povo este ato,
Quis mudança, se respeita,
Sei que pra muitos foi chato.

Há feliz e descontente
Por ser o jogo da vida, 
Tem que haver um perdedor
Para o fato ter guarida
E quebrar a hegemonia
Quando vem sendo mantida.

Seu Messias Bolsonaro,
Do exército um capitão,
Nasceu em cinquenta e cinco
Quando Luz* tem cassação,
Em seguida Café Filho
Presidentes da nação.
                           *Carlos Luz
E com predestinação
Bolsonaro assim cresceu,
Um ano que na política
Marechal Lott* entendeu
Algo contra Juscelino
E forte golpe ele ergueu.
                     *Ministro da Guerra
Um capitão da reserva
E também paraquedista,
Formado em educação
Física, por ter conquista,
Na política ele ingressou
Por ser sábio idealista.

Foi seu primeiro mandato
No grande Rio de Janeiro,
Vereador bem votado
E provando ser guerreiro
Representou aquela gente
Um fiel medianeiro.

Elegeu-se a deputado
Federal, naquele estado,
E reeleito sete vezes 
Por ter o povo ao seu lado,
No parlamento lutou
Por um Brasil melhorado.

Bolsonaro lá na Câmara,
Em torno de seu mandato
Pertencia ao baixo clero,
Com ideologia de fato,
Foi vítima de boicote 
Pelo político insensato.

Mas como eu sou buliçoso
Fui fazer comprovação,
E seus projetos na Câmara
Constatei uma relação,
Mais de seiscentos e trinta
Todos em prol da nação.

Para ser fundamentado
Eu fui buscar a verdade,
Mentira tem perna curta
E tropeça na maldade,
Quem lhe faz companhia
Perdeu a dignidade.

Mas como foi que o político
Sem ter palanque montado,
Com segundos de TV,
E ser na mídia atacado,
Chegar no segundo turno
E se manter bem votado?

Bolsonaro foi ao veio
De questão com mais dilema:
O combate a violência,
Esse terrível sistema,
Que aterroriza a nação 
Sem solução do problema. 

Na linguagem antissistema,
De conceito moralista,
Foi desenhando a campanha
Com discurso antipetista,
E nas redes sociais
Se manteve estrategista.

Para ser fundamentado
Eu fui buscar a verdade,
Mentira tem perna curta
E tropeça na maldade,
Quem lhe faz companhia
Perdeu a dignidade.

Mas como foi que o político
Sem ter palanque montado,
Com segundos de TV,
E ser na mídia atacado,
Chegar no segundo turno
E se manter bem votado?

Bolsonaro foi ao veio
De questão com mais dilema:
O combate a violência,
Esse terrível sistema,
Que aterroriza a nação 
Sem solução do problema. 

Na linguagem antissistema,
De conceito moralista,
Foi desenhando a campanha
Com discurso antipetista,
E nas redes sociais
Se manteve estrategista.

Para ser fundamentado
Eu fui buscar a verdade,
Mentira tem perna curta
E tropeça na maldade,
Quem lhe faz companhia
Perdeu a dignidade.

Mas como foi que o político
Sem ter palanque montado,
Com segundos de TV,
E ser na mídia atacado,
Chegar no segundo turno
E se manter bem votado?

Bolsonaro foi ao veio
De questão com mais dilema:
O combate a violência,
Esse terrível sistema,
Que aterroriza a nação 
Sem solução do problema. 

Na linguagem antissistema,
De conceito moralista,
Foi desenhando a campanha
Com discurso antipetista,
E nas redes sociais
Se manteve estrategista.
(...)
Além disso, uma fatia
Elas recebem do estado,
Ocupando cargo público
Pra ter plano executado,
Fazer caixa pra partido
Tendo preço combinado.

Muito fato corriqueiro
Envergonha essa nação,
Com ministros demitidos
Devido corrupção,
Em obras não concluídas
Pra bem da população.
          
Muito partido envolvido
Em esquema fraudulento,
Marcando as cartas do jogo
Para ampliar seu ostento,  
E o jovem parlamentar 
Excluso do bom acento.

São estas questões citadas
Que fizeram diferença
A campanha Bolsonaro
Erguida de muita crença
De vencer as eleições
Isento de desavença.

Outro viés nesse jogo
É tal conservadorismo,
Da família e seus valores
Que tomado de otimismo, 
Zela pela tradição,
Viu de fora o sistemismo.

O país está mudado
O povo mais consciente,
Mas se há voto de cabresto
Ele morre lentamente,
E o político corrupto
Está perdendo cliente.
                
Bolsonaro foi eleito 
Por ter destino traçado,
De ele ser o presidente
Desse país tão amado,
Precisando ter mais freio
Por está desgovernado.

Do leitor eu me despeço 
E agradeço sua atenção, 
De ler através do verso
Esta simples narração, 
Que fala de Bolsonaro  
Presidente da nação.
       
Cordel com 31 estrofes